Sua Vodca Vale R$ 200 a Garrafa?

Sua Vodca Vale R$ 200 a garrafa? AntonioBorba.comExiste um costume muito difundido de consumir vodcas “super premium” nas baladas chiques. Uísque ficou velho, vodca é a bola da vez e vodcas “premium” já são normais – “super premium” é a categoria de quem pode. Engana-se quem acredita que isso se aplica a Curitiba, São Paulo ou Brasil. A economia é global e o fenômeno mundial, amparado pelo poder da mídia. O melhor exemplo é a Grey Goose, a vodca que inaugurou a categoria “super premium” nos Estados Unidos.

A vodca cara vale o dinheiro que você paga? Há diferença realmente perceptível no sabor?

Um interessante artigo da Reuters afirma que não. O artigo conta como Sidney Frank, um gênio do capitalismo, percebeu que os consumidores americanos queriam pagar mais caro por sua dose de vodca. Mais caro? Sim, isso mesmo. Status social e poder na balada.

Há pouco tempo atrás, nos Estados Unidos, as vodcas premium brigavam por espaço nas prateleiras, sendo comercializadas por valores entre US$ 15 a US$ 17 a garrafa. Absolut geralmente era a grande vencedora. A Grey Goose veio do nada, sem tradição alguma, e começou a ser vendida por cerca de US$ 30. O consumidor, imediatamente, associou “mais” com “melhor”. Faz sentido?

Antes de chegar a uma conclusão, vale dizer que existem estudos indicando que as partículas de sabor presentes na vodca são tão sutis e em tão pouca quantidade que é impossível ao ser humano identificar nuances de sabor entre uma marca e outra. Ainda assim, o New York Times realizou um estudo cego com 21 marcas de vodca, incluindo as super premium, e, para surpresa geral, a Smirnoff (tradicional, do rótulo vermelho) ficou acima da Grey Goose e da Ketel One.

Fatores que influenciam o ser humano e um exemplo de teste cego

Fatores que influenciam o paladar - AntonioBorba.comO Andar do Bêbado é um livro de Leonard Mlodinow que discorre sobre o aleatório e a ciência do acaso. Entre diversos tratados sobre teoria das probabilidades e outros assuntos interessantes, o autor menciona alguns testes de sabor de bebidas feitos com consumidores que tinham uma clara preferência sobre determinadas marcas, como Coca ou Pepsi.

Os testes envolviam a troca do conteúdo das embalagens – por exemplo, o consumidor que gostava de Coca recebia Pepsi, porém na garrafa de Coca, e assim por diante. Os resultados são impressionantes e bizarros – mas resultaram em um importante conhecimento sobre o funcionamento da mente humana. A principal lição é que um dos principais fatores utilizados pelo ser humano para reconhecimento de gostos e aromas é a expectativa. Ou seja, ao “imaginar” o que está por vir, o cérebro associa o sabor, que já está armazenado na memória.

Com tudo isso eu mente, eu resolvi fazer o meu próprio teste cego. Separei doses das vodcas Smirnoff (comum), Absolut (premium) e Pravda (super premium) e ofereci a alguns convidados. O teste era, de fato, muito simples: em apenas 3 variedades, identificar a vodca Pravda. A grande coincidência foi que os convidados apontaram a Smirnoff como super premium, por aparentar um buquet mais rico (sabor acentuado). Algumas pessoas perceberam a Pravda como “mais suave”, o que pode meramente significar que tem “menos gosto” pelo fato de ser mais filtrada. Afinal, todas as vodcas do teste possuem a mesma graduação alcoólica.

Conclusão

Um simples teste não é indício conclusivo para determinar a qualidade de uma bebida pois, além de toda a dificuldade de identificação de aromas, há fatores sugestionáveis e, ainda, variações probabilísticas (“acaso”) que podem determinar uma escolha. O critério é altamente subjetivo.

Se identificar uma vodca pura é praticamente impossível, ao misturá-la com energético ou cocktail, torna-se um exercício de puro achismo.

Além disso, os próprios fabricantes admitem que a categoria super premium é pura jogada de marketing. Então, a próxima vez que você “riscar o cheque” para comprar uma garrafa de Grey Goose, pense se você deseja obter “status” (por mais questionável que seja) ou meramente apreciar uma boa bebida.

15 comentários em Sua Vodca Vale R$ 200 a Garrafa?

Outros Posts:

19/07/2011

Por Que Meus Tênis Newton São Coloridos

Eu sei que meus tênis de corrida são muito coloridos. Para piorar o cenário, a camisa da Magic Run é roxa, cor da empresa. Logo, ao usar um tênis verde, parece o uniforme de corrida do Coringa! Mas... poucas pessoas conhecem o tênis Newton e sua inusitada tecnologia, de forma que vale a exp ...

Saiba Mais

29/07/2011

Information Junk Food – O Perigo dos Filtros Sociais

O Google e o Facebook estão lhe escondendo informações. Surpreso? Parece sensacionalismo? Mas é a mais pura verdade. Uma tendência que se consolidou nos últimos anos em diversos mecanismos de busca, sejam eles sites como o Google ou redes sociais como o Facebook, é a personalização da bu ...

Saiba Mais

15 Respostas para Sua Vodca Vale R$ 200 a Garrafa?

  1. Marcos Vinicius Scarpetta disse:

    Por sorte do destino, consigo ter em casa uma variedade razoável de bebidas destiladas. O teste feito à vista, realmente mostra muitas nuances de sabor já o teste às cegas pode confundir sim principalmente se as bebidas forem de cereais iguais e mesma filtragem. As vodkas de uva e pera são muito diferentes das advindas de cereais, assim como as de ervas e batata…
    Dizem que alcóol é alcóol mas no caso das vodcas, isto é totalmente relevante, faz diferença sim.
    O que posso dizer é que bebo Ciroc, Pravda e Grey Goose com gelo.. Para caipirinhas prefiro absolut e Skyy… Para receber muita gente, pode-se usar Orloff, First ou até mesmo balalaika… As pessoas possuem gostos diferentes então, se colocar muito limão e muito açúcar….a vodca é coadjuvante…
    Gostei do post e compartilho da mesma opinião no sentido de que há coisas mais importantes do que mostrar status em bebidas.

    • Marcos Vinicius Scarpetta disse:

      Vale lembrar que o destilado de vodca pode chegar até 90 graus de teor alcóolico, que as filtragens basicamente são efetuadas para retirar o sabor do produto que deu origem ao alcóol e que após isto, este destilado é misturado à água.. Todos sabemos que a água sim tem mais sabores acentuados.

      • Antonio Borba disse:

        Marcos, valeu pelo comentário muito esclarecedor, é possível perceber que você conhece bastante sobre bebidas. Muito interessante, este post é bem antigo mas gosto dele. Sugiro que acompanhe este categoria do blog, eu dou a receita de alguns drinks interessantes. Abraços.

  2. Pingback: Bebidas Essenciais para Montar um Bar Básico | Antonio Borba

  3. Suellen disse:

    Bom, sou consumidora de Vodka e sou capaz de identificar algumas, dentre elas Smirnoff, Orloff, Balalaika que são MUITO parecidas, A absolut tem um gosto muito forte já diferente da Stoli e mais ainda da Ciroc que é mais suave por ter sua destilação a partir de uvas. Mas não tem como comparar uma capirinha com a Balalaika com a Ciroc, a diferença é GRITANTE! rs

  4. Paulo disse:

    Tenho um colega europeu , e ele fala que a Absolut e a Smirnoff são praticamente iguais e só no Brasil que tem essa disparidade de preço , brasileiro pensa que só por que uma coisa é mais cara é melhor!
    É igual a Honda uma moto mediana no mundo no Brasil é tratada como top……

    • Antonio Borba disse:

      Boa Paulo, excelente complemento, é bem isso. Falta de conhecimento com mania de grandeza dá nisso. Abraços

    • Danubia disse:

      Paulo, vc está totalmente equivocado meu caro… Essa analogia preço/qualidade não é do brasileiro mas sim do ser humano… Isso chama-se marketing e marketing é uma ciência mundial.

      E olha, não sou especialista muito menos conhecedora de vodca, mas dizer q ressaca de Absolut e Smirnoff são iguais, beira a ignorância…

      Ficar menos na teoria e testes infundados e consumir o produto na pratica (como eu rssss) vai mostrar claramente a diferença entre elas… Garanto!!!

  5. Paulo disse:

    A diferença não é perceptível no momento, mas no dia seguinte, pois as vodkas “super premium ” nao proporcionam a “ressaca” no dia seguinte, como dor de cabeça, sede, enjoo, etc..

    • Antonio Borba disse:

      Paulo, já pensei sobre isso mas tenho minhas dúvidas. Uma vez que você chega no nível de uma Absolut, por exemplo, é questionável o quanto uma filtragem a mais vai te ajudar no dia seguinte. Creio que a partir de certa qualidade, a diferença é desprezível. E, na balada, sempre há o risco de comprar bebida falsificada.

  6. Fernanda Peres Amora disse:

    Muito interessante! Não bebo, mas encontramos em vários segmentos de consumo produtos que não agregam nada a mais para o consumidor, mas por ser de uma categoria A, ouro, vip, premium, coleção limitada, tem seu valor super faturado.

  7. Gregory Zechmann disse:

    De Smirnoff para Absolut, a diferença é notável. Já da Absolut para Pravda, já é mais difícil de sentir. Fico impressionado que as pessoas tenham preferido a Smirnoff, por ser mais forte (daquelas que descem queimando, já te avisando de uma possível ressaca se tomar demais). Existe uma vodca única chamada Zubrowka, que já é naturalmente doce por incluir na sua produção uma erva (ou grama) polonesa que da um sabor especial e marcante! Mas, no mercado brasileiro é mais fácil colocar a venda vodcas simples, sem muito sabor ou corpo.

    Essa história me lembra das ditas “aguas premium”. Considero isso praticamente uma espécie de golpe. Vendem as aguas em garrafas excepcionalmente bem acabadas e colocam um preço ABSURDO para um bem de uso público! Pra ver, o que a necessidade de imagem não faz.

    • Antonio Borba disse:

      Olá Gregory, obrigado pelo comentário! A diferença pode até ser perceptível, mas ainda te desafio para um teste cego – depois disso você me fala! Por incrível que pareça, eu acho mais fácil identificar a diferença entre diferentes águas. Por exemplo, a Evian é extremamente “leve”, talvez “sem gosto”, enquanto uma Perrier (para citar extremos) é uma água pesada e de sabor muito característico, ainda que se ignore a presença de gás (bolhas). Abraços!

    • laura disse:

      realmente vodkas polonesas ai simmmm requinte no paladar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*