Categorias: Arcades Atari

Atari Missile Command Cocktail Arcade Restoration (Índice)

Contexto Histórico: A Guerra Fria e o Temor Nuclear

Missile Command é um superclássico da Era de Ouro dos Videogames e possui uma relevância cultural sem precedentes. Este jogo capturou o espírito de uma época de muito medo para o mundo e, especialmente, para o povo americano: o temor de um conflito nuclear oriundo da Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética.

Arcade Missile Command - Atari - A True Classic of an Era

Conforme mencionei em meu post “Quais os 15 arcades que você escolheria para montar um game room?”, o autor de Missile Command, David Theurer, relatou que, no período em que criou o jogo, acordava de pesadelos em que imaginava cidades sendo bombardeadas. O perigo de uma guerra atômica era real e foi refletido no jogo, que simula um escudo de defesa antimísseis e tem como mecânica posicionar uma mira sobre os diversos artefatos de guerra que ameaçam as cidades (entre mísseis, aviões e satélites).

Missile Command carrega uma tensão que se acumula através do rápido aumento da dificuldade entre as fases. Com a escalação de agressividade do inimigo, o jogador percebe rapidamente que está fadado a sucumbir às ondas de mísseis que assolam suas cidades, até que o desespero se instala, tornando quase impossível jogar racionalmente. É bastante comum ver jogadores atônitos gastando todos os seus mísseis de defesa em movimentos de reflexo involuntário até que, diante da devastação nuclear, veem a tela final com os dizeres “THE END”. É um momento soturno do jogo, que traz a mensagem muito contundente de que é impossível vencer uma guerra nuclear, e Missile Command foi o primeiro jogo a ter uma tela de encerramento customizada.

David Theurer entrou para a história dos videogames ao desenvolver não somente este clássico, mas outros, como Tempest, apreciado universalmente por todos os colecionadores de arcade, e I, Robot, o primeiro game com texturas poligonais 3D preenchidas.

A Restauração

Esta é a segunda documentação de um processo de restauração de arcades. A primeira é do Space Invaders japonês da Taito, uma série que contém um capítulo introdutório sobre Técnicas de Restauração.

Enquanto o Space Invaders passou por um processo de restauração focado mais na eletrônica, este Missile Command necessitou principalmente de um cuidado com a parte estética. Mesmo assim, o processo teve alguma dose de eletrônica e mecânica.

Acompanhe o passo a passo através de uma introdução sobre a jogabilidade e mais 12 capítulos de restauração:

Desejo uma boa leitura, os comentários são bem-vindos!

comentar/ver comentáros
Categorias: Arcades Atari

Atari Missile Command: A Única Forma de Jogar

Uma constatação importante para os apreciadores de videogames é entender que só existe uma forma de jogar Missile Command em toda sua plenitude e entender conceito por trás do jogo: através de uma máquina de arcade.

Arcade Missile Command - Atari
Missile Command: The Arcade Game

Para compreender o motivo, é preciso perceber a diferença entre controles digitais e analógicos. A grande maioria dos videogames antigos foi criada com controles digitais em mente. O funcionamento de um joystick do console Atari, por exemplo, leva em conta apenas a direção do movimento, não sua intensidade. Esta é a característica de um sinal digital representado por 0 ou 1. 

saiba mais
comentar/ver comentáros
Categorias: Arcades Atari

Missile Command #1: A Chegada do Modelo Cocktail

A lista dos 15 arcades que escolhi para montar um game room inclui o Missile Command na versão Upright, que possui um belo gabinete, e naquele texto mencionei ainda a versão Cockpit, que é basicamente impossível de achar.

Porém, eis que, para minha surpresa, encontrei uma versão Cocktail à venda por um bom preço. Como é pouco comum achar o arcade nesta versão, resolvi adquiri-lo.

Os modelos Cocktail eram bastante conhecidos no mercado americano e foram feitos para utilização em bares, permitindo que jogadores se sentassem ao redor da máquina e depositassem bebidas em sua superfície. Para saber mais, consulte meu post sobre os diferentes tipos de arcades.

saiba mais
comentar/ver comentáros
Categorias: Arcades Atari

Missile Command #2: Trackball – Um Controle Muito Especial

O principal diferencial de jogos como Missile Command, Centipede e Crystal Castles é o uso do controle trackball. Isso torna a jogabilidade ímpar, conforme expliquei no post “Atari Missile Command: A Única Forma de Jogar”.

Porém, este tipo de controle, ao contrário de joysticks e botões, exige uma manutenção contínua e certo cuidado para funcionar perfeitamente. A compreensão fica mais clara ao se desmontar uma trackball e entender seu mecanismo de operação, composto por eixos e rolamentos.

Arcade Missile Command - Cocktail - Trackball Rebuild
saiba mais
comentar/ver comentáros
Categorias: Arcades Atari

Missile Command #3: Multigame + High Score Save

Quando eu restaurei o Space Invaders japonês, da Taito, um dos grandes benefícios, que ampliou consideravelmente minhas possibilidades de jogabilidade, foi a instalação do Kit Multigame + High Score.

A partir de então, eu comecei a ficar atento, no mercado de arcades, a todos os kits disponíveis para outras máquinas da minha coleção.

Com o Missile Command não foi diferente, porém encontrar o kit em estoque não foi muito fácil. Consegui um dos últimos exemplares disponíveis no momento e segui o processo de instalação:

saiba mais
comentar/ver comentáros
Categorias: Arcades Atari

Missile Command #4: Desmontagem Completa da Eletrônica

post introdutório sobre restauração de arcades que escrevi quando documentei o processo de restauração do Taito Space Invaders fala de basicamente dois tipos de restauração, a estética e a eletrônica.

Este Missile Command versão Cocktail veio com a eletrônica quase perfeita, já o gabinete encontrava-se em estado lastimável, então foi um candidato natural a uma restauração estética (ao contrário do Space Invaders, que estava com gabinete relativamente bom e necessitava de uma restauração eletrônica).

O processo para isso envolve desmontar toda a eletrônica do arcade, deixando apenas o gabinete com peças de metal e madeira, e enviá-lo a uma marcenaria para a restauração. Esta foi a primeira vez em que desmontei os componentes eletrônicos de um arcade por completo. Por este motivo, eu tirei um grande volume de fotos – é uma forma de saber exatamente como ligar cada parte do chicote, por onde passar os cabos e como instalar cada componente eletrônico, processo que eu faria após a restauração estética.

Arcade Missile Command - Cocktail - Atari - Restore
saiba mais
comentar/ver comentáros

Outros Posts:

21/03/2015

VENDIDOS: Dois Ataris – Applevision e CCE

UPDATE: estes itens foram vendidos. Confira outros lotes de videogames à venda ou entre em contato em caso de interesse. Ótima oportunidade para quem deseja reviver a nostalgia de jogar em um Atari de verdade gastando pouco, os dois lotes que separei para venda são modelos de Atari 2600 nac ...

Saiba Mais

04/09/2022

Taito Space Invaders Arcade Restoration (Índice)

Space Invaders é um game superclássico: o arcade, lançado em 1978 e considerado o primeiro fixed shooter, faturou, até 1982, o equivalente a US$ 13 bi, tendo ocasionado falta de moedas (ienes) no Japão. É tido, ainda, como o jogo que inaugurou a Era de Ouro dos Videogames, entr ...

Saiba Mais