Space Invaders #9: Em Busca da Placa Original da Taito

Space Invaders #9: Em Busca da Placa Original da Taito

Este é o penúltimo post da série de dez em que conto sobre o processo de restauração do Space Invaders japonês, da Taito. Aqui retomo o tema do primeiro texto, em que discorri sobre a adaptação da placa-mãe. Os outros artigos da série são: conserto do monitor, instalação do kit Multigame e High Score Saveajustes na iluminaçãorestauração do acrílicoreconstrução do monitorrestauração do overlay e da moldura e fixando o overlay e ajustando a imagem.

Space Invaders, apesar de funcionar perfeitamente com a placa Midway adaptada, pode ter maior valor de coleção com uma placa original da Taito, que, conforme relatado nos posts anteriores, é quase impossível de se conseguir – e eu já havia passado alguns anos atrás de uma, sem sucesso.

Mas eis que, em contato com um operador de arcades, consegui adquirir uma placa original japonesa, na verdade um boardset, que é como chamamos o conjunto de placas (neste caso, são três placas, em formato de sanduíche):

A placa fez uma pequena viagem até o Brasil, realizei uma inspeção visual e resolvi testar.


Leia mais

Space Invaders #10: Instalando uma Fonte de Alimentação Moderna

Space Invaders #10: Instalando uma Fonte de Alimentação Moderna

Chegamos ao final! Este é o último post da série de dez em que conto sobre o processo de restauração do Space Invaders japonês, da Taito. Os conteúdos anteriores são: adaptação da placa-mãeconserto do monitor, instalação do kit Multigame e High Score Saveajustes na iluminaçãorestauração do acrílicoreconstrução do monitorrestauração do overlay e da moldurafixando o overlay e ajustando a imagem e busca final pela placa-mãe da Taito.

Ao concluir toda a restauração e ter a máquina em perfeito estado de funcionamento, resolvi fazer a adaptação da fonte de alimentação, trocando a operação da antiga fonte original, chamada de brick (tijolo), por uma fonte chaveada moderna, conhecida também como switching power supply, da marca Happ, a mais comumente utilizada nessa substituição.

Não há consenso sobre esta troca, já que muitos colecionadores sustentam que as fontes antigas, que operam em conjunto com uma placa de força, possuem um funcionamento bastante satisfatório. Muitas vezes elas são substituídas somente em caso de danos.


Leia mais

Quais os 15 arcades que você escolheria para montar um game room?

Quais os 15 arcades que você escolheria para montar um game room?

Foi exatamente esta a pergunta que Leandro Sá, o criador de “Rally Racer” e “A New Marauder” (jogos homebrew para o Atari 2600), me fez casualmente. E, para minha surpresa, achei bem difícil de responder.

Ter uma coleção de video arcades clássicos (década de 80, não pinballs) é extremamente difícil no Brasil. Primeiro porque estas máquinas não existem mais, praticamente todas foram sucateadas ou convertidas. Segundo, porque já não existem nem mesmo técnicos para prestar manutenção a elas. Além disso, importá-las, embora seja possível, é uma tarefa demasiadamente burocrática e custosa.

Este é o Luna City Arcade – Uma longa história sobre a qual falaremos em breve

Entretanto, nos Estados Unidos, é bastante comum encontrar pessoas que mantêm coleções de arcades em suas residências. Lá fora, dada a raridade de alguns itens de videogames domésticos (que tornaram proibitiva a sua aquisição), não chega a ser tão absurda a ideia de colecionar estas máquinas profissionais. A dificuldade principal costuma ser o espaço físico. 


Leia mais

Arcades: Conheças as Diferenças entre os Clássicos dos Fliperamas

Arcades: Conheças as Diferenças entre os Clássicos dos Fliperamas

Conheça os diferentes tipos de arcades da década de 80, entre vetoriais, raster, upright ou cocktail.


Leia mais
1 3 4 5