Crianças, Adolescentes e Redes Sociais

Crianças, Adolescentes e Redes SociaisA segurança das crianças e adolescentes que usam redes sociais é um tema de grande preocupação para pais e educadores. Este é um assunto que repercute constantemente na mídia, e seu consenso final (para surpresa de muitos pais) se resume a: não adianta vigiar, mas sim orientar.

Agora vou explicar o motivo:

Boa parte dos pais, preocupados com a atitude de seus filhos na Internet, instalam softwares de monitoramento ou ainda, vasculham o histórico de mensagens e logs em busca de sinais de perigo. Eles esquecem que, frequentemente, os filhos são mais “tecnologicamente inteligentes” que os pais. É outra geração, ponto. Enquanto crianças, tudo bem. Mas na adolescência, é preciso tomar cuidado.

Esse “pai espião“, além de correr o sério risco de descobrir algo que não lhe agrade (e que pode ser considerado normal para um adolescente), pode estar agravando um potencial problema. É muito fácil para um jovem que sinta sua privacidade invadida apagar históricos, desinstalar softwares ou simplesmente utilizar outros computadores (escola, amigos, lan houses).

Além do que, cada vez mais se utilizam redes sociais e Internet através dos celulares. Como monitorar o celular do seu filho? Impossível, eu diria. Em uma tentativa de “cerco”, os pais podem levar os filhos a uma atitude de ocultar informações que poderiam ser extremamente importantes caso algo acontecesse com os mesmos.

Este vídeo do programa “Destaque”, do SBT, complementa o tema. Assista e confira orientações mais amplas sobre segurança no Orkut e MSN, além de outras dicas:

Como quase tudo na vida, o melhor caminho é educar, orientar e ter uma conversa aberta dentro de casa. As situações devem ser compartilhadas por vontade própria. Os logs e evidências podem estar registrados para uma emergência, preservando a privacidade e a confiança dentro da família. Boa parte das situações de perigo que vemos no noticiário é proveniente de uma falta de estrutura familiar, onde a Internet é um meio e não a causa.

Se você é pai, considere isso. Cuidado antes de vigiar ostensivamente seu filho, pois, se ele realmente quiser esconder algo, possivelmente conseguirá.

6 comentários em Crianças, Adolescentes e Redes Sociais

Outros Posts:

23/04/2011

Liar’s Dice: das Telas para a Vida Real

A quantidade de pessoas que jogam on-line aumenta cada vez mais, principalmente em redes de videogames como a PlayStation Network (PSN) ou Xbox Live. É de se pensar que a interação pessoal entre as pessoas diminua, enquanto jogos tradicionais, de tabuleiro ou carta, são cada vez menos praticados ...

Saiba Mais

17/08/2012

Lemon, Lime e Key Lime – Cítricos Básicos do Bar

Bartending é um hobby que eu pratico há muito tempo. Porém, mais do que beber cocktails, eu gosto de preparar para os amigos, conhecer a história de cada bebida e entender o contexto social em que estão inseridas. É sempre interessante adquirir informações como, por exemplo, que o Long ...

Saiba Mais

6 Respostas para Crianças, Adolescentes e Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*