Posts com a Tag: high score

Categorias: Arcades

Space Invaders #3: Multigame and High Score Save

Este é o terceiro post da série em que conto o processo de restauração do Space Invaders Taito, original japonês. O primeiro texto abordou o desafio de adaptar a placa-mãe, e o segundo, o processo envolvido no reparo do monitor.

Space Invaders é considerado um ícone do período chamado pelos colecionadores de Era de Bronze dos Arcades. A Bronze Age é caracterizada por video arcades em preto e branco e com overlays sobre a imagem, que dão a sensação de cores em partes da tela.

Estes primeiros arcades não possuíam alguns elementos que hoje consideramos básicos, como a opção de salvar a pontuação – os high scores. Ao desligar a máquina da tomada, “adeus” a todos aqueles suados pontos conquistados. Por esse motivo, os melhores arcades da época costumavam manter as máquinas ligadas 24 horas por dia, na expectativa de privilegiar quem alcançava as melhores pontuações. Naturalmente, isso ocasionava grande desgaste dos componentes.

Com o passar do tempo, alguns dispositivos melhores surgiram, como placas-mãe com baterias destinadas a manter as configurações básicas, mas novos problemas apareceram. Em alguns anos as baterias vazavam, ocasionando uma corrosão gravíssima e até mesmo a perda da placa-mãe. Foi somente com a popularização das EPROMs, ou memórias com persistência de informação, que estes problemas foram finalmente resolvidos, já no final da década de 80.

(mais…)
comentar/ver comentáros

Outros Posts:

03/09/2012

Trolagem de Patentes e os Antagonismos da América

A gloriosa "América", terra das oportunidades, é também uma terra de fortes contradições. A cultura norte-americana, de forma geral, é calcada nos opostos. Entretanto, no mercado de patentes em particular, a ambiguidade americana atingiu seu auge e ameaça estagnar o crescimento da próp ...

Saiba Mais

20/12/2011

Você Viveria Bem em um Mundo Perfeito?

O fim do ano se aproxima e para muitas pessoas é uma época para rever o período, planejar metas e desejar um ano melhor. Melhor? Sim, pois quase sempre queremos algo a mais do que temos. Faz parte do impulso do ser humano e pode ser bom. Entretanto, percebo uma divisão nítida no perfil de pesso ...

Saiba Mais