Teoria Conspiratória: Facebook e o Governo Norte-Americano


Teoria Conspiratória - Facebook e o Governo Norte Americano - AntonioBorba.comO Facebook completou 8 anos e pode valer 100 bilhões de dólares. As notícias correm na mídia, o Magic Blog publicou uma retrospectiva da história da rede social e a Revista Veja desta semana colocou Mark Zuckerberg na capa.

Quando uma empresa é onipresente e assunto constante na pauta de milhões de pessoas, é natural que surjam os mais variados e bizarros comentários. E, apesar de eu não ser adepto de teorias conspiratórias, algumas coisas passaram a chamar minha atenção recentemente.

Afinal, seria o Facebook secretamente patrocinado pelo Governo Norte-Americano?

Tudo começou há alguns meses atrás, quando assisti ao vídeo de Max Schrems. Esse cidadão alemão havia excluído seu perfil da rede social e resolveu reativá-lo. De repente, ele percebeu que seus dados não haviam sido deletados, mas apenas desativados. Ou seja, ao contrário do que alega, o Facebook estaria armazenando os dados de seus ex-usuários. A maior prova disso é que, ao brigar e finalmente conseguir o seu banco de dados pessoal, Max acabou recebendo o equivalente a 1.200 páginas sobre sua vida, incluindo mensagens deletadas.

Confira o vídeo abaixo e entenda bem essa importante descoberta:

O vídeo possui 7 minutos, mas vale cada segundo. Tenha certeza de assisti-lo, ao menos para ter uma noção melhor sobre a sua privacidade e de como dados muito delicados da sua vida íntima podem estar armazenados em servidores espalhados pelo mundo.

Considerações técnicas e judiciais sobre armazenagem de dados

Como Max percebeu, as mensagens por ele deletadas não saíam da rede social, mas traziam o flag “Deleted=True” no banco de dados… Ou seja, com a programação adequada, nunca serão exibidas, mas sempre estarão lá. E o Facebook tem uma razão para fazer isso. Por motivos legais, ele não pode simplesmente apagar uma mensagem, pois, em caso de demanda judicial, pode ser obrigado a revelar teores de conversas (em casos de crimes, por exemplo). Não seria prudente permitir que um criminoso apagasse qualquer rastro deixado na rede.

Se por um lado o Facebook tem um motivo real para não apagar dados, por outro há formas diferentes de implementar esse mecanismo. Uma ideia interessante seria fazer backups periódicos da base e limpar a base de arquivos deletados. Isso higienizaria os dados, mas exigiria muito espaço para armazenar as cópias recorrentes.

Obviamente, o Facebook tem um método de backup, mas dificilmente guardará informações de anos atrás, talvez por esse motivo tenha optado por manter os registros na base ativa. Portanto, a melhor recomendação ainda é:

Cuidado com o que escreve. Na Internet, nada é apagado definitivamente.

Patrocínio do Governo Norte-Americano?

Facebook: Patrocínio do Governo Norte Americano? AntonioBorba.comAntes de chegar ao cerne da história, cabe lembrar o que aconteceu no mundo após os atentados de 11 de setembro de 2001, talvez a maior demonstração da força terrorista e ao mesmo tempo um grande despertar para os americanos. O Governo percebeu que simplesmente não tinha o controle sobre a comunicação entre os grupos terroristas e que a Internet, criada para permitir comunicação descentralizada em caso de guerras, estaria justamente beneficiando a comunicação entre criminosos.

Pouco tempo antes, o FBI já havia iniciado o polêmico e controverso projeto Carnivore (leia mais), destinado a monitorar a comunicação via Internet. Em 2005, o FBI trocou o Carnivore por um software comercial da empresa Narus, supostamente funcionando em San Francisco na mítica sala 641A. Tudo isso e muito mais foi criado com o objetivo de monitorar conversas via Internet em razão da segurança nacional, sacrificando a privacidade de milhões de pessoas.

Mas, se as conversas acontecem nas redes sociais, por que não ir direto na fonte? Coincidentemente, 5 anos após os atentados às Torres Gêmeas, em 11 de setembro de 2006, o Facebook abriu-se ao público. Isso me lembra uma piada que tem circulado, adivinhe por onde…

O Facebook lhe conhece melhor que os seus familiares! AntonioBorba.com

É fato que todos os seus dados estão lá: seus amigos, suas mensagens, os lugares que você frequenta, incluindo check-ins e marcações que podem ser feitos por terceiros. Quotando Max, “nem KGB ou CIA já tiveram 1.200 páginas a respeito de um cidadão comum“.  E o melhor de tudo é que essas informações são coletadas espontaneamente – através do desejo inerente ao ser humano de compartilhar e obter seus minutos de fama.

De fato, o Facebook conhece você melhor do que seus amigos e familiares (tenha certeza disso). É um banco de dados fenomenal sobre a vida de uma pessoa – e um terrorista, até ser descoberto, nada mais é do que um cidadão comum.

Por todos esses fatos, não seria de se duvidar e o Governo Norte-Americano estivesse, de fato, envolvido com o Facebook, dando um apoio direto à empresa que em breve pode ser a mais valiosa do mundo. Creio que jamais saberemos ao certo. Afinal, no mundo de hoje, nada vale mais do que a informação.

Caminhamos cada vez mais rumo à vigilância plena em nome da segurança e do bem-estar. Os contos de ficção do passado, incluindo Big Brother e Minority Report, estão todos vindo à tona na realidade que presenciamos.

5 comentários em Teoria Conspiratória: Facebook e o Governo Norte-Americano

Outros Posts:

08/03/2011

Cocktail Medusa: Simples e Sedutor

A pedidos, vou mostrar como preparar um cocktail simples e sedutor que criei há anos atrás. O Medusa não precisa de muita coisa, é fácil e simples. Porém, seu segredo está em um dos ingredientes, difícil de achar: o licor Rosolium ou Rosolio. Trata-se de um licor de rosas com intenso sab ...

Saiba Mais

24/10/2014

Bonaccorsi – O Menino Que Mudou a História do Atari

Luiz Bonaccorsi é o nome de um menino brasileiro que mudou a história do colecionismo de Atari no mundo. Digo menino porque é como me lembro do bom e velho “Bona”, a partir de fotos que vi uma vez em sua antiga casa no Rio (as quais consegui resgatar): As fotos revelam a paixão pelo video ...

Saiba Mais

5 Respostas para Teoria Conspiratória: Facebook e o Governo Norte-Americano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*