Gordices de Natal – Os Melhores Panetones – Parte 2


Complementando a parte 1 deste artigo, em que falei sobre panetones das marcas Kopenhagen, Havanna e Ofner, vamos prosseguir com a análise dos panetones mais potencialmente perigosos para a sua dieta de verão.

Conforme mencionado no post anterior, foi formado um “júri técnico” composto por amigos e familiares (chamados de público) e eu, humildemente autodenominado especialista.

Então vamos lá, gulosos de plantão.

4. Park Shopping Barigüi

O curitibano que faz compras em shopping centers já tem como tradição trocar suas notas fiscais por cupons para concorrer a carros. No Park Shopping Barigüi, a cada R$ 450,00, além do cupom é possível resgatar um “cobiçado” panetone. Curiosamente, este ano, foi estabelecido um limite de até 3 panetones por CPF, indicando que o almejado pão natalino deveria ser algo de outro planeta. Todo ano ele se esgota e as pessoas costumam ficar frustradas, algumas o consideram inigualável, etc. Vale tudo isso?

Desejados Panetones do Park Shopping Barigüi - AntonioBorba.com


Park Shopping Barigüi - Bauducco Chocotone? AntonioBorba.comAs coloridas latas costumam agradar e podem ter outros usos após a comilança natalina.

Aí ao lado está uma foto do meu panetone após enfrentar, ao longo de uma semana, nacos diários de gulosas mutilações.

A massa é molhadinha e o recheio, de chocolate, bastante equilibrado. De forma geral, é um panetone competente e saboroso, não faz feio.

Entretanto, a parte de baixo da lata revela a origem do dito cujo: “Bauducco Chocottone” – seria exatamente a mesma fórmula?

O resumo da situação é o seguinte: o panetone é muito bom e, curiosamente, um dos mais aromatizados. Aposto que os espertinhos da Bauducco não economizaram na essência de panetone. Porém, não vale a frustração de não conseguir resgatá-lo na troca de notas fiscais.

5. Ofner Zabaione

Embora já tenhamos analisado o panetone Ofner de doce de leite, eu estava curioso para experimentar algum sabor exótico da marca, como por exemplo, o zabaione, doce típico italiano feito a partir de gemas de ovos e vinho.

A apresentação, conforme já falamos, impressiona. Veja nesta foto o zabaione ao lado do gianduia:

Panetones Ofner Zabaione + Gianduia - AntonioBorba.com

E aqui está a primeira fatia do dito cujo:

Ofner Zabaione - AntonioBorba.com

Agora, a interessante conclusão: por mas que seja um panetone agradável e saboroso, esse sabor em particular não convenceu. Falhando em surpreender os membos do distinto júri, não pudemos dar uma boa nota a essa gordice.

E ainda temos o gianduia para abrir, mas nossas barrigas cheias não permitem. Pelo que pudemos observar, embora a Ofner ofereça qualidade em todos os seus produtos, cada sabor merece uma análise em separado. O doce de leite foi aprovado com méritos. O zabaione não. E, de forma geral, nenhum deles foi estupendo. Assim fica difícil recomendar a marca a não ser para um presente refinado mesmo. Sem dúvida eles fogem do tradicional, mas é uma pena que não sejam excelentes.

6. Last but not least, DONA DEÔLA

Finalmente, vamos falar da grande surpresa das análises, o cisne negro dos panetones, o surpreendente e facilmente ignorado aos olhos leigos panetone da padaria Dona Deôla. Esse tradicional estabelecimento paulistano existe desde 1948 e o mais interessante é que todas as suas quatro lojas ficam abertas 24 horas. Só temos que admirar este tipo de negócio, afinal, é um fenômeno de empreendedorismo tipicamente paulistano.

Eu optei por visitar a loja da Granja Viana, que fica colada no Rodo Anel, rota que uso para entrar e sair de São Paulo. Não poderia ser mais conveniente, e lá encontrei diversos sabores de panetone que podem ser vistos no site da padaria. Apesar de simples, ao menos é mais atualizado do que os sites de muitas marcas famosas.

Quando eu disse que este panetone pode ser facilmente ignorado, é pelo fato da sua apresentação ser bastante humilde:

Dona Deôla - Cisne Negro dos Panetones - AntonioBorba.com

A julgar pela foto, esses panetones pequenos, feios e ligeiramente amassados, sem consistência de aspecto e peso entre si (por isso mesmo, são vendido com base no peso), poderiam de fato passar batido aos olhos de muitas pessoas. E acredito que isso ocorra com bastante frequência.

A primeira fatia que comemos foi do panetone tradicional, com frutas cristalizadas:

Dona Deôla - Tradicional Frutas Cristalizadas - AntonioBorba.com

Essa foto não faz jus ao sabor dessa gordice. Com frutas na quantidade certa e extraordinariamente equilibrado, esse panetone merece seu lugar no topo da pirâmide se você é uma apreciador do sabor clássico.

Agora, voltando ao sabor referência que utilizamos para este artigo (doce de leite), confira esta foto vinda direto dos céus dos panetones – sabor denominado pela Dona Deôla de Bem Casado:

Panetone Dona Deôla de Doce de Leite - AntonioBorba.COM

E, caso você ainda não esteja convencido, vamos dar um zoom para sua apreciação:

Panetone Dona Deôla de Doce de Leite - AntonioBorba.COM

Enfim, é isso. Essa supreendente foto tem o poder de engordar uma pessoa. Ao fatiar essa iguaria confeccionada pelos deuses dos panetones, pode-se perceber cerca de meio quilo de doce de leite no centro, escorrendo para cima das fatias. E uma coisa é certa: não falta recheio nessa pequena maravilha.

Talvez por eu ser um apreciador de pizza com massa fina, eu já havia comentado no post anterior que não existe algo como “recheio exagerado“, pois recheio nunca é demais. Corrigindo: não existia. Se há uma interpretação para as palavras “recheio exagerado”, é essa. O panetone chega a ser enjoativo se você comer uma ou duas fatias sem um “intervalo técnico“.

O público, inicialmente, achou esse panetone de fato muito enjoativo, vindo a preferir o Havanna. Entretanto, o especialista não se engana tão fácil – de cara, eu já havia percebido que esse seria um forte candidato a vencedor neste Natal.

Passadas as festividades, a opinião se tornou unânime – todos concordaram que esse é o melhor panetone que você pode comprar. E, por comprar, entenda como “gastar pouco”, afinal, por cerca de R$ 15,00 por um panetone tradicional e R$ 23,00 em média para um Bem Casado, é facilmente o melhor investimento para sua ceia natalina.

Dona Deôla, um conselho: divulguem essa iguaria, produzam tamanhos maiores, melhorem a embalagem. Sinto pena das pessoas que não tiveram a oportunidade de saborear essa maravilha.

E o Bauducco?
Bem, meus amigos, sei que eu citei a marca no primeiro post, mas, sinceramente… minha busca acabou e eu não aguento mais comer panetone. No próximo ano, já sei onde abastecer o porta malas do meu carro.

6 comentários em Gordices de Natal – Os Melhores Panetones – Parte 2

Outros Posts:

07/04/2011

Retrospectiva: 16 Anos de Rede Magic

Recentemente, fui chamado pela simpaticíssima jornalista Adriane Werner para uma entrevista em seu programa Gestão e Negócios, exibido pela CWBTV no dia 31/03/11. O tema da entrevista foi a trajetória de 16 anos da Rede Magic, que está em evidência em 2011 devido à comemoração da Magic 1 ...

Saiba Mais

22/02/2015

VENDIDO: Atari 7800 com 10 Jogos

UPDATE: estes itens foram vendidos. Confira outros lotes de videogames à venda ou entre em contato em caso de interesse. Totalmente compatível com o Atari 2600, o 7800 foi um modelo posterior lançado pela Atari para concorrer com o Nintendinho/NES. Você pode conhecer mais a respeito visi ...

Saiba Mais

6 Respostas para Gordices de Natal – Os Melhores Panetones – Parte 2

  1. Pingback: Ovos de Páscoa para Destruir sua Vida | Antonio Borba

  2. Eduardo Neves disse:

    Também sou fanático por panetones. E como “especialista” no assunto, acho que posso contribuir com a análise do Bauducco. Há uns 2 anos essa marca vem perdendo qualidade em seus panetones. Esse ano, comprei um apenas para terminar de jogar uma pá de cal na credibilidade que eu tinha pela marca. Veja bem, cresci comendo esses panetones, adorava. Mas minha decepção foi profunda. Seco, sem sabor, textura de pão dormido, poucas frutas… esse é o “novo” e detestável panetone Bauducco.
    Uma boa surpresa foi o da Cacau Show. Ganhei um de presente e gostei. Textura macia, massa úmida e frutas razoáveis, por um preço em volta dos 30 reais fazem este panetone ter uma boa relação custo-benefício e ser uma boa pedida entre os “baratos”.

    • Antonio Borba disse:

      Eduardo, ótima contribuição, eu estava mesmo aguardando… Porém, um dos panetones que analise foi fabricado pela Bauducco e se saiu bem… conheço pessoas que gostam do Bauducco e ele costuma se sair bem nas análises… por isso pergunto… existiria uma variação entre os produtos? Fatores como temperatura, armazenagem, etc, poderiam estar influenciando negativamente, digamos, o lote na sua região?
      .
      Quanto ao Cacau Show – veja bem, eu não gosto dos chocolates deles, acho muito enjoativos, mas confesso que o panetone merecia uma análise. Vamos incluir no rol do próximo ano! Abraços

      • Eduardo Neves disse:

        Bom, a questão da armazenagem (e temperatura, que aqui em Teresina é 90% do tempo entre 30-35 graus, com picos eventuais de 38-42, baixando pra 22-25 em dias de chuva) não deve ser problema, senão isso ocorreria com todas as marcas, certo? Não é o caso. Acho que a Bauducco vem passando por uma “popularização” de seus produtos, mirando a ascenção das classes C e D, e aí meu amigo, já era. Veja o caso da Sky, quase tudo hoje em dia é dublado por causa das classes “populares” que não querem (ou não conseguem) acompanhar lendo legendas… mas isso é outra discussão. :/
        No caso do Panetone da Cacau Show, eu comi o tradicional, de frutas, sem chocolate. Também não sou muito fã dos chocolates deles (nem de nenhum chocolate industrializado, pra ser sincero), mas esse panetone em especial, achei gostoso. Não se compara a um artesanal, claro, mas pelo preço (apenas 4 reais mais caro que um Bauducco) vale a pena.
        Abraço meu velho e feliz ano novo.

  3. Pingback: Gordices de Natal - Os Melhores Panetones - Parte 1 | Antonio Borba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*