Alguns dos Melhores Hambúrgueres dos Estados Unidos


Qualquer proposta para estabelecer um ranking dos melhores hambúrgueres, justamente no país do hambúrguer, é mera pretensão. Nem mesmo entre os gourmets haverá unanimidade em relação aos “melhores da América“. Entretanto, é possível estabelecer um parâmetro entre aqueles que são mais reconhecidos por locais e turistas, principalmente nas cidades mais visitadas, como New York.

Quase todo restaurante nos Estados Unidos oferece opções de hambúrgueres e derivados. Portanto, é natural que, não havendo nada mais atraente no cardápio ou por mera curiosidade, essa seja uma das principais refeições em qualquer viagem, a não ser que você simplesmente não goste do prato.

Este post se propõe a indicar um ranking de locais reconhecidos (e outros menos óbvios) que tive oportunidade de visitar em 2014 entre New York, Boston e até mesmo North Bend/Snoqualmie (tema dos meus posts sobre Twin Peaks). Também cito ao final outros excelentes lugares que não tive oportunidade de visitar desta vez, tanto em NYC quanto em Chicago.

No total, foram 8 lugares avaliados com fotos – confira o ranking, do pior para o melhor:

O pior: 5 Napkin Burger

Decepção em Boston

5 Napkin Burger - AntonioBorba.com

5 Napkin Burger é uma das novas “sensações” em hamburgueria. Uma cadeia “trendy”, “fashion” e com uma apresentação de encantar a vista, foi inserido em algumas listas do renomado guia Zagat, incluindo “2013  NYC Restaurants” e “Top Veggie Burguers“. O que me leva a pensar que talvez o 5 Napkin de NYC sera melhor do que os outros…

Infelizmente, eu optei por conhecer a filial Back Bay em Boston – afinal, teoricamente, estamos falando do mesmo hambúrguer. A foto de Instagram tirada acima confirma que o visual é de primeira – tratava-se de uma edição especial que esteve disponível por tempo limitado. O único problema: absolutamente sem gosto. Foi uma das poucas vezes em que achei desagradável comer hambúrguer, simplesmente porque não senti sabor algum.

5 Napkin Burger - AntonioBorba.com

O Original 5Napkin, um dos 7 burguers originais dispostos no cardápio fixo da casa, infelizmente apresentou o mesmo sintoma – uma falta inacreditável de sabor. E a batata frita mostrou aspecto bastante sofrível, para piorar.

O veredito é muito negativo: de um visual nota 10, que vai das fotos do site aos hambúrgueres de verdade, a um infeliz resultado final de decepção plena.

6º lugar: Joe’s American Bar & Grill

Hambúrguer ruim, drinks bons

Joe's American Bar & Grill - AntonioBorba.com

Joe’s American Bar & Grill foi a opção que encontrei aberta após as 23h, ao andar pela Newbury Street em Boston. Para mim, parecia um bar local, muita madeira, tudo muito autêntico. Jamais suspeitaria que se tratava de mais uma cadeia de restaurantes, como quase tudo nos Estados Unidos.

Pelo horário, fui muito bem atendido, e não tenho o que reclamar do local. Porém, infelizmente, o Joe’s American Beef Burger se mostrou meramente “ok”, nada a destacar – e muito feio por sinal. Para um legítimo “American Bar“, eu esperava mais. Em compensação, o cocktail que tomei foi o melhor de toda a viagem:

Joe's American Bar & Grill - AntonioBorba.com

Seasonal Bourbon Lemonade é o nome desta bebida fantástica, com sabor quase indescritível. Limão siciliano e lima da pérsia possivelmente complementam o Bourbon em proporções impossíveis de serem reproduzidas, como eu viria a descobrir, pois a barwoman me informou que o Bourbon é mantido em uma infusão por longo período, para depois ser utilizado para a preparação do drink. É uma pena, mas não vai ser muito fácil reproduzi-lo por aqui.

5º lugar: North Bend Bar & Grill

Porções generosas e atendimento hospitaleiro

North Bend Bar & Grill - AntonioBorba.com

Na pacata cidade de North Bend, no estado de Washington, que faz fronteira com o Canadá, eu conheci o North Bend Bar & Grill enquanto fazia meu roteiro turístico pela Twin Peaks da vida real.

Como pode ser visto pela foto, a apresentação do Zorba Lamb Burger é fenomenal, e o toque da faca sobre o pão é sempre inusitado, não importa que não seja necessariamente uma ideia original. O sabor do hambúrguer é bom, mas não fenomenal, entretanto a refeição de US$ 14 é justa e honesta. Os Onion Rings são absolutamente fantásticos e preparados à perfeição. Eles não faziam parte do acompanhamento, mas a gentil atendente não hesitou em incluí-los assim que solicitei.

North Bend Bar & Grill - AntonioBorba.com

Outros pratos são generosamente servidos, por exemplo o Prime Rib Dinner, considerado o especial da casa e disponível em 3 tamanhos: big, bigger e biggest! Na foto, vemos o tamanho “big“, que é difícil de ser consumido por uma única pessoa.

North Bend Bar & Grill - AntonioBorba.com

O ambiente do local também é fantástico, com sofás, TVs e quadros negros com menus escritos em giz colorido por todos os lados. Resumindo, um atendimento nota 10 que consegui associar plenamente com uma típica cidade do interior. Definitivamente, algo difícil de encontrar nas grandes cidades, e um local que eu gostaria de visitar novamente ao passar por North Bend.

4º lugar: Five Leaves

Hipster como o Brooklyn

Five Leaves - AntonioBorba.com

Five Leaves, no Brooklyn, foi um dos lugares mais alternativos que pude visitar em NYC. Aliás, o Brooklyn todo passou por uma intensa transformação cultural e virou “lugar de gente cool e descolada“. E o Five Leaves, local que não aceita reservas, conforme explícito em seu web site, fica em uma esquina de frente para o McCarren Park, e vive lotado de estudantes e pessoas estranhas mesmo durante as tardes dos dias de semana! Acho que eu era a pessoa mais conservadora do ambiente, considerando todos os frequentadores e funcionários.

Five Leaves - AntonioBorba.com

O Five Leaves Burger possui apresentação impecável e foi um dos hambúrgueres mais exóticos que já pude experimentar, por um simples motivo: contém beterraba, como pode ser visto na foto acima.

Five Leaves - AntonioBorba.com

Mas não se preocupe, se você não gosta de beterraba, eles têm outra opção de complemento, que é o abacaxi. É, Five Leaves, isso é um pouco moderno demais para o meu gosto…

De qualquer forma, por mais exótico que seja o hambúrguer, é um pouco pequeno e demorado demais para ser preparado. O sabor não é nada fenomenal, apenas bom. Nem mesmo as fartas porções de acompanhamento, a mostarda Dijon ou o refrigerante em garrafa de 600 ml me farão voltar novamente, mesmo assim eu recomendo a visita para aqueles interessados em absorver a cultura de uma nova geração. Quem ainda não visitou o Brooklyn certamente está perdendo uma parte importante da silenciosa mudança cultural que tomou conta dessa vizinhança anexa a Manhattan.

3º lugar: Hard Rock Cafe

Hambúrguer com excelência

Hard Rock Cafe - AntonioBorba.com

Eu nunca havia ligado muito para o Hard Rock Cafe. Para mim, era mais uma cadeia de restaurantes sensacionalista na qual os turistas se deslumbravam devido à identificação com o rock e com os artistas famosos. Aliás, eu entrei no Hard Rock Boston por acaso, pelo simples motivo de que estava fazendo compras no Faneuil Hall, logo em frente.

Portanto, eu jamais poderia supor que comeria um hambúrguer tão fantástico quanto o Fiesta Burger – uma excepcional combinação de elementos mexicanos, como guacamole e pico de gallo. E com essa faca em cima,  o prato não é nada menos do que impressionante.

Hard Rock Cafe - AntonioBorba.com

O Original Legendary Burger também não é de fazer feio, e as batatas fritas são servidas de forma elegante. O sabor é igualmente fenomenal. De fato, no Hard Rock eu comecei a lembrar como era o gosto de um hambúrguer genuinamente bom – vale cada centavo.

2º lugar: Onyx – A Kimpton Hotel

Uma grande surpresa

Onyx - A Kimpton Hotel - AntonioBorba.com

Kimpton é sinônimo de hotéis fantásticos em qualquer lugar dos Estados Unidos. Em Boston não poderia ser diferente, e fui surpreendido por um hotel extremamente aconchegante e bem localizado com atendimento acima da média (dica da Star Turismo). Aliás, eu nunca fui tão bem recebido em um hotel seja na Europa ou nos Estados Unidos.

Mas o fato é que, em um fim de tarde despretensioso, pedi um combo de Mini Burger para beliscar, com planos de mais tarde sair para jantar em algum restaurante “recomendado”. A surpresa não poderia ser maior – hambúrgueres bastante simples, com intenso gosto de churrasco, saborosos e servidos em um ponto quase impossívelmal passados, porém tostados por fora.

Onyx - A Kimpton Hotel - AntonioBorba.com

Não é preciso dizer que o programa da noite mudou – nada de fancy restaurant – a dica foi descer ao Ruby Room e comer o Ruby Burger, que pode ser servido aberto ou fechado.

Onyx - A Kimpton Hotel - AntonioBorba.com

Para finalizar, embora esta foto não seja a mais bonita, ela mostra como é impecável o ponto desse hambúrguer. Ele não está cru, mas sim mal passado ao limite – e extremamente saboroso. Hambúrguer com esse ponto eu nunca comi em outro lugar.

1º lugar “popular”: Shake Shack

Derrubando a concorrência

Shake Shack - AntonioBorba.com

Apesar da foto razoável que consegui tirar nas luzes amarelas do Madison Square Park, em NYC, acreditem, este é o melhor hambúrguer que seu dinheiro pode comprar na categoria “popular”, ou seja, dentro de um preço compatível com o dia a dia (US$ 4.75 para um clássico). E o mais incrível disso tudo é que esses caras surgiram em 2001 e desbancaram progressivamente todas as hamburguerias conceituadas da “capital do mundo”.

Entre 2001 e 2003, um simples carrinho de hot dog encantou o público, que formau imensas filas por 3 anos seguidos no Madison Square Park, com o objetivo de financiar a primeira mostra de arte do parque. Em 2004, o Union Square Hospitality Group ganhou o direito de abrir um quiosque fixo, e surgiu o Shake Shack. Desde então, filas se tornaram um sinônimo de comer hambúrguer na famosa lanchonete que fez “burger history“, como eles mesmos dizem.

Hoje o Shack está presente com mais de 10 filiais somente em NYC, aproximadamente uma dúzia em outros estados americanos e em torno de uma dúzia no exterior. Para viver a experiência original, optei por visitar a instalação original, no MSP, que contém uma web cam live no web site para que clientes possam saber o tamanho da fila. E assim, em um dia de frio, com temperatura próxima a zero grau, eu ainda enfrentei uma fila com cerca de 30 pessoas para pedir os dois hambúrgueres mais clássicos da casa.

O Shackburger (direita da foto) é um hambúrguer clássico delicioso, que deu fama ao local desde o início. É difícil saber o segredo, já que aparentemente é bem simples. O SmokeShack é uma inacreditável surpresa: além de bacon, possui uma camada de pimenta picada cobrindo toda a superfície do hambúrguer, uma ideia absolutamente original que torna o sanduíche único – saboroso e picante na medida certa, desde que você seja um apreciador de pimenta. A fruta utilizada é a “cherry pepper“, também conhecida como “pimento” – uma espécie mais picante de pimentão vermelho, situada de forma intermediária entre as pimentas e os pimentões – não é tão picante se ingerid em pequenas quantidades, mas torna-se razoavelmente forte na quantidade utilizada pelo Shake Shack nesse sensacional hambúrguer.

Curiosamente, o cardápio possui um hambúrguer vegetariano chamado de ‘Shroom Burger, que oferece uma verdadeira iguaria – cogumelos portobello fritos e empanados em forma de um hambúrguer oco, em cujo interior é inserido um recheio de queijos cheddar e munster. Essa ideia é digna dos melhores chefs, mas eu relutei em experimentar porque, afinal, um hambúrguer precisa ter carne!

Shake Shack - AntonioBorba.com

Entretanto, NYC ainda tinha sua última surpresa guardada quando descobri, ao embarcar no JFK de volta ao Brasil, que havia um Shake Shack no terminal da Delta. Não pensei duas vezes para experimentar o Shack Stack, que une o melhor dos dois mundos: traz um clássico hambúrguer de carne e mais um ‘Shroom Burger em cima. O resultado final é incrível – recomendo sem ressalvas para quem está com fome!

1º lugar “gourmet”: db Bistro Moderne

Hambúrguer que não é Junk Food

db Bistro Moderne - AntonioBorba.com

A foto acima, curiosamente, não está achatada. Este hambúrguer “verticalizado” ficou famoso mundialmente quando Daniel Bouloud resolveu “popularizar” sua linha de restaurantes sofisticados com a abertura do db Bistro Moderne em NYC. Por “popular” entenda-se um restaurante elegante, criado para o público tradicional que sai para jantar fora mas tinha receio de frequentar seus restaurantes mais caros. Afinal, Daniel alcançou projeção mundial quando, após catapultar o Le Cirque à fama de um dos melhores restaurantes do mundo, abriu o Daniel em 1993.

O db Bistro Moderne, inaugurado em 2001 na região da Broadway, causou polêmica ao lançar o hambúrguer de foie gras e trufas negras a US$ 120, denominado The DB “Royale” Double Truffle Burger, conforme reportagem do CNN Money em 2007. Atualmente, de fato, o  hambúrguer custa US$ 140 e só fica disponível durante a estação das trufas, do final de dezembro a março.

Muita calma nessa hora, pois eu viajei a NYC em abril e, portanto, só pude experimentar a versão “meros mortais” do hambúrguer, denominada The Original DB Burger; disponível por simpáticos US$ 35, ou seja, apenas 7 vezes o preço de um sanduíche do Shake Shack.

Mas eu preciso dizer que… vale o preço, com sobra!

db Bistro Moderne - AntonioBorba.com

O que vemos na foto acima é um pão com crosta de parmesão e uma sofisticada combinação de tomates italianos fritos, alface e algum molho muito sutil e saboroso com um toque de raiz forte, tudo finalizado por um hambúrguer possivelmente produzido em outro planeta. Nas extremidades, é posssível perceber a carne de picanha cuidadosamente mal passada na medida certa, com carne de costela preparada ao vinho tinto complementando as laterais internas. Ao centro, o tão famoso foie gras. Já as trufas negras em fatias, infelizmente, não puderam ser servidas neste “primo pobre”, porém foram salpicadas de forma discreta na parte externa do pão, como é possível ver na primeira foto.

db Bistro Moderne - AntonioBorba.com

Conseguir uma reserva no db Bistro não é a tarefa mais fácil, porém recomendo que você, ao chegar em New York, compareça pessoalmente e converse com o host. Eu fui muito bem atendido e consegui uma mesa para dois dias depois. Havia apenas dois horários disponíveis – um deles era 17:30 (pré-theater), e outro 20:30. Entretanto, estou convencido de que recebi a melhor mesa da casa, justamente o canto que une os sofás, no centro da foto acima (retirada do site).

Menções Honrosas

Seria injusto terminar este post sem mencionar algumas hamburguerias de respeito que certamente estão entre as melhores. Eu não as incluí no “ranking” somente porque não tive a oportunidade de visitá-las durante minha última viagem.

Burger Joint

Burger Joint -  Le Parker Meridien - AntonioBorba.com

Famosa, “cult” e despretensiosa, esta hamburgueria tem uma história inusitada. Foi criada justamente no saguão do luxuoso e fashion hotel Le Parker Meridien, na boca do Central Park em NYC. A ideia original era oferecer um lanchinho noturno “descolado” aos hóspedes. O sucesso foi tanto que logo, como muitas coisas em New York, virou atração turística. Para não atrapalhar a recepção do hotel, foi necessário instalar linhas de contenção ao redor da misteriosa cortina que abriga um lugar rústico, com atendentes que fazem piada e tiram sarro de qualquer pessoa que demore a fazer o pedido. Os desavisados que se hospedam no hotel sem saber disso demoram a entender o que está acontecendo, sentem apenas aquele cheiro de hambúrguer que se espalha por todo o saguão.

O cardápio contém apenas um sanduíche – as variações você escolhe – queijo, tomate, cebola, alface, picles, maionese, ketchup, mostarda. Acompanhamento apenas fritas. Tão simples como seu web site, confira e acredite se puder. Em 2014, durante o Spring Break na América, adentrar o Burger Joing se tornou tarefa impossível – as filas chegavam a atravessar o imenso saguão do hotel e sair para a rua. Ficar duas hora em uma fila com temperatura beirando zero grau não é para qualquer um, então desisti.

R.J. Grunts

R.J. Grunts - Chicago - AntonioBorba.com

Chicago, quem diria, é terra de uma das experiências culinárias mais fantásticas quando falamos em hambúrguer. O R.J. Grunts fica na parte norte da cidade, fora da rota turística tradicional mas ao lado do Lincoln Park, que contém um pequeno zoológico e fica como atração recomendada para um passeio que possa facilitar sua digestão – e, acredite, vai precisar!

Este lugar é famoso, em primeiro lugar, por haver boatos de que a Família Obama frequentava o local. Barack Obama, de fato, fez carreira política em Chicago e foi senador pelo estado de Illinois antes de se tornar Presidente dos Estados Unidos. Quando estive no local, perguntei sobre isso e me informaram que o staff de segurança de Obama frequentava sim o local e, invariavelmente, saía levando consigo algum delivery supostamente destinado ao deleite de Obama e família. Então, de certa forma, a história procede.

Primeiro restaurante de Rich Melman, fundador do grupo Lettuce Entertain You, foi fundado com sólida base na comunidade local, servindo almoços saudáveis que mereceram amplo destaque na imprensa de Chicago. Quem diria, com o sucesso do empreendimento, o grupo LEYE cresceu e hoje é dono de mais de 90 restaurantes na América. Terra da oportunidade? Sem dúvida.

O destaque de R.J. Grants não é somente seus saborosos hambúrgueres, mas também seu excepcional atendimento e suas opções de acompanhamento. A batata frita, por exemplo, pode ser servida em 4 preparos diferentes. O cardápio do local é um pouco difícil de interpretar pois tudo é fundamentado no humor e no cartoon – recomendo a leitura prévia.

Para completar, cabe dizer que um dos grandes destaques do restaurante é seu milk shake. Anote aí: não existe melhor shake nos Estados Unidos. Duvida? Bem, tudo começa pelas opções de sabores: baunilha, chocolate, morango, abacaxi, coco, framboesa, banana, Oreo, caramelo cremoso caseiro, “Real Peanut Butter“, café recém coado e Dreamsicle (creme com laranja).

Não bastasse a variedade, a complexidade aumenta quendo você descobre que pode misturar 2 ou 3 sabores. Aí não existe mais fim para a extravagância que você pode fazer para acabar de vez com qualquer chance de dieta.

Bem, acho que isso já basta para incentivá-lo a conhecer o local. Porém, se for até lá, anote minha dica de um milhão de dólares: o sabor de shake que você precisa experimentar exige a mistura de apenas 2 sabores. Peça por chocolate + Real Peanut Butter. Depois aceito a gorjeta depositada na minha conta.

Bons hambúrgueres!

5 comentários em Alguns dos Melhores Hambúrgueres dos Estados Unidos

Outros Posts:

23/02/2011

Os Números Impressionantes da Internet em 2010

Ouça áudio com entrevista. São 2 bilhões de usuários. Cada divulgação de dados sobre a Internet espanta ainda mais as pessoas. Até mesmo para especialistas, é difícil assimilar alguns números. A Internet cresce de maneira brutal e acelerada. A mais recente pesquisa, oriunda da Pi ...

Saiba Mais

20/01/2015

VENDIDO: Atari 2600 Frente de Madeira Importado com 25 Jogos

UPDATE: estes itens foram vendidos. Confira outros lotes de videogames à venda ou entre em contato em caso de interesse. O Atari original americano, conhecido como "frente de madeira", costuma ser o sonho de consumo entre os colecionadores e apreciadores do rei dos consoles. Esta é a versão ...

Saiba Mais

5 Respostas para Alguns dos Melhores Hambúrgueres dos Estados Unidos

  1. Carlos Morevi disse:

    Esse Shroom Burger parece bom, a composição com cogumelos humilhou todas as opções que eu já experimentei, desde hambúrguer de berinjela, de purê de abóbora, de arroz até o tradicional PTS . Fica sempre essas misturebas sem graça…
    Vou experimentar fazer um com shiitake e ver como fica!

    • Antonio Borba disse:

      Carlos, pude experimentá-lo no Stack Burger. Garanto que é sensacional. De fato, finalmente alguém teve uma ideia de verdade para fazer um hambúrguer destes. Quem sabe os caras não vêm para o Brasil? Estão expandindo, já existem vários em Istambul e até no Oriente Médio.

  2. Alex Santos disse:

    Rapaz… e a fome véia pegando brabo agora kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*