Categorias: Greg Zechmann

The Overestimated Opinion of Mr. Greg Zechmann


Você conhece este cidadão? O nome dele é Greg Zechmann e acontece que ele é meu amigo. E vocês sabem como é, amigos que dão conselhos furados merecem ser trolados. Nesse caso, em grande estilo.

Greg Zechmann - AntonioBorba.com

Mas o que teria Mr. Greg Zechmann feito de errado?

Bem, tudo começou quando ele leu meu post Em Busca do Melhor Filé à Parmegiana. Logo em seguida, ele veio falar do restaurante Trovatta, que fica no Shopping Crystal. Segundo ele, a casa prepara um Paillard (escalope), que seria feito a partir do processamento de filé mignon e alcatra, ou algo do gênero. E o Filé à Parmegianna do Trovatta seria feito a partir do Paillard, eu teria que experimentá-lo de qualquer jeito.

Minha experiência com o Trovatta remontava à memória de um risoto ao funghi com gosto excessivamente forte, mesmo assim, resolvi reconsiderar. Hoje calhou de eu almoçar lá. Eu não ia escrever esse post, não queria novamente falar mal do amadorismo dos restaurantes de Curitiba, mas, infelizmente, no final eu resolvi escrever e vocês entenderão o porquê.

A experiência no Trovatta

Cheguei no Shopping Crystal por volta de 13h30, aguardei alguns instantes na entrada do restaurante e me ofereceram uma mesa mais ao fundo. Ao sentar nela, percebi que o calor era praticamente insuportável, muito abafado. Indaguei o garçom a respeito e ele me disse que o ar condicionado estava estragado, se ofereceu para ligar um ventilador. Bem… para mim, o espanto mesmo foi perceber como o restaurante estava cheio e todos pareciam absolutamente confortáveis com o clima de sauna do local.

Eu solicitei outra mesa, então fui conduzido à parte da frente do restaurante onde, de fato, o clima estava suportável. Indaguei a respeito do filé, e recebi a informação de que seria para uma pessoa. Como eu estava acompanhado, pedi dois pratos.

O atendimento no restaurante não foi dos melhores, mas também não o qualificaria como “o pior”. Entretanto, um prato de filé que custa R$ 54,00 para uma pessoa não é barato. E por esse preço, eu esperaria um atendimento impecável. Quando chegaram os pratos, percebi que, na verdade, havíamos exagerado. Claramente, o filé era suficiente para duas pessoas, e não deu outra, um deles sobrou por inteiro. Não é admissível que um garçom não saiba dar esse tipo de informação.

A qualidade da comida foi razoável. Não vi nada de mais no prato, de fato, o qualificaria na parte de baixo do meu ranking, atrás inclusive do simples filé do Maneko’s Bar. Isso já desqualificou por completo a opinião “gourmet” do meu amigo Greg.

Entretanto, o que realmente “pegou”, no meu ver, foi o ambiente. Esqueça o atendimento medíocre e a comida meia-boca. O problema é simplesmente a falta de acústica que amaldiçoa boa parte dos restaurantes da capital. Não se trata simplesmente da falta de um projeto para minimizar o ruído. A impressão que tive é que todo o ambiente foi projetado para ecoar o som de um lado para outro. O barulho era tão alto que havia a necessidade de quase gritar para entabular uma conversa na mesa. Ao final da refeição, eu estava zonzo e não suportava mais ficar ali, só queria a conta.

Pedi para embrulhar o filé que sobrou… ele não veio inteiro, como nas embalagens profissionais do Mangiare Felice ou Lellis. Foi cortado e jogado em uma embalagem de isopor, mas tudo bem. Eu poderia conviver com isso.

O que eu não poderia admitir é chegar no carro e descobrir a porquice dos atendentes do restaurante, que não se dignaram a fechar a embalagem. Isso mesmo: nem um maldito durex. Nem mesmo um papel de embrulho:

Trovatta - Péssima embalagem, cuidado! AntonioBorba.com

Aberto dessa forma, o filé foi no meu carro, arriscando vazar e deixando um aroma de cozinha dentro do veículo, já que o dia estava chuvoso e tive que andar com as janelas fechadas. Foi precisamente nesse instante que resolvi escrever o post.

O filé está aqui, para quem tem curiosidade. Mas, acreditem, não vale os cinquentão:

Filé à Parmegiana do Trovatta - AntonioBorba.com

Conclusão

Se você é amigo do Greg Zechmann, tome cuidado com as opiniões dele. Se você não é, use em seus amigos o meme que criamos – assim mesmo – com uma foto pitoresca do nosso gourmet hero. A partir de agora, toda vez que alguém der aquela opinião “furada”, “exagerada”, que você sabe que não vale, fique à vontade para colar esse meme no mural do Facebook dela:

The Overestimated Opinion of Mr. Greg Zechmann - AntonioBorba.com
The Overestimated Opinion of Mr. Greg Zechmann
Clique para baixar a versão full!

2 comentários em The Overestimated Opinion of Mr. Greg Zechmann

Outros Posts:

29/09/2015

Web Sites: A Regressão da Tecnologia Móvel

As redes sociais representam mídias tão onipresentes em nossa sociedade que poucas pessoas se perguntam onde foi parar a boa experiência de navegação, a evolução tecnológica do design de web sites. Especialistas discutem, e com razão, sobre o fato de que, presos na dinastia de celulares ...

Saiba Mais

27/09/2013

Y: Geração de Fracassados em Potencial?

O título deste post pode parecer estranho e chocante para as pessoas que consideravam, até pouco tempo atrás, a tão falada Geração Y como símbolo de sucesso, composta por jovens supercapazes, superantenados e multitarefas, capazes de ver TV, acessar a web e ouvir música, tudo ao mesmo tempo ...

Saiba Mais

2 Respostas para The Overestimated Opinion of Mr. Greg Zechmann

  1. Eduardo disse:

    Pelo jeito não é só em Teresina que se tem o péssimo hábito de não fechar as embalagens de comida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*