Categorias: Cotidiano

A Excepcional “Culinária” de Bordo Brasileira


Lanches de Bordo no Brasil - Terror - AntonioBorba.comReclamar que comida de avião é ruim é quase um pleonasmo. Parece ser absolutamente desnecessário falar isso. Entretanto, nós, brasileiros, estamos começando a conhecer o lanche mediante pagamento, adotado por companhias como Gol e Web Jet.

A ideia nasceu, é claro, nas companhias low cost estrangeiras, porém, hoje em dia, quase todas são low cost! Então, cabe um comparativo interessante entre o que é oferecido lá fora e aqui no Brasil.

Eu não me importo, sinceramente, de pagar por um lanche. Mas eu gostaria de ao menos receber uma comida de qualidade em troca do meu dinheirinho. E você?

O lanchinho meia-boca da WEBJET

Eu gosto dos nomes despretensiosos que a Webjet dá para seus sanduíches: Completo, Leve e Mini. Pelo menos, são humildes – a proposta é oferecer um lanche simples. Porém, o valor cobrado é premium… por R$ 14,00 o sanduíche ou R$ 22,00 o combo, você poderá receber uma comida que não se parece (nem um pouco) com esta da foto (cardápio completo aqui):

Web Jet - Na Foto, Maravilhoso! - AntonioBorba.com

O sanduíche da Webjet é meia-boca. Não pode ser chamado de ruim, mas mesmo o Leve não me parece muito light e nada é muito saboroso ou saudável. Isso sem contar quando um deles acaba e você fica preso à opção disponível. Já peguei voos em que restava apenas o Mini, por exemplo. Então, as opções acabam se restringindo a “sim” ou “não”.

A grande porcaria servida pela GOL

Na Gol, a pegada é diferente: os nomes são megapretensiosos: Natural, Especial e “Sugestão do Chef. Bem, pela “bagatela” de R$ 20,00 (ou R$ 18,00 em promoção, como se isso fizesse alguma diferença), eu poderia experimentar a sugestão elaborada pelo “Chef” – puxa vida, sem hesitar, pedi a “iguaria na primeira oportunidade.

Independentemente da expectativa, o lanche da Gol é uma enganação. Completamente diferente daquele da foto, é uma porcaria de primeira: seco, difícil de engolir e completamente abaixo da crítica. Perto da Gol, o lanche modesto da Webjet parece um Pic Burger do The Fifties. Veja o cardápio completo aqui.

Lanche da Gol - Porcaria é Apelido - AntonioBorba.com

Fica a dica: ao viajar de Gol, leve seu lanchinho e fique longe do pretensioso e falso cardápio deles. Garanto que se comer amendoim ou barra de cereais você estará melhor servido.

A “brilhante” ideia da TAM – Opção única

Na contramão dos lanches pagos, a TAM resolveu fazer uma economia disfarçada de inovação. A proposta deles é servir um lanche de cortesia que consiste em um sanduíche com uma lata inteira de refrigerante (quanta generosidade) em uma sacolinha de papelão estilo “Mc Lanche Feliz para adultos”.

Infelizmente eu não consegui nenhuma foto dessa “ideia de gênio“, pois nem mesmo no site da companhia aérea há informações a esse respeito. Entretanto, eu logo percebi a grande roubada quando recusei o lanche e disse que eu gostaria apenas de tomar um refrigerante light, pois fui informado que existia a apenas o tal “combo” com refrigerante normal. Ou seja, se você quer tomar suco ou qualquer outra coisa exceto o refrigerante que vem no kit, não está com sorte. A opção é o tradicional “sim” ou “não”.

E, caso você queira tomar apenas uma Coca-Cola tradicional, sem comer nada, sua opção ecologicamente incorreta será pedir o kit completo e jogar o sanduíche fora (como, aliás, vi muitas pessoas fazendo).

Como podemos ver, estamos cercados por gênios na aviação brasileira. Mas e no exterior, qual é a experiência?

O menu low cost internacional

O Menu Low Cost Internacional - AntonioBorba.com

Quando falamos de low cost/low fare, alguns nomes vêm rapidamente à mente. Abaixo, um resumo do que é possível encontrar no serviço de bordo de algumas companhias:

Southwest
Praticamente sinônimo de tarifas baixas, essa simpática empresa americana oferece cerca de 15 opções de bebidas, com pelo menos 4 tipos de refrigerante light, sem contar as bebidas quentes e 3 opções de salgados, todos como cortesia, além das bebidas alcoólicas em datas comemorativas (Halloween é um exemplo).  Se você quiser pagar, 6 opções de cerveja, 2 de vinho e 8 de destilados, bem como energéticos (inclusive low carb), estão presentes. Veja o menu completo.

JetBlue
Está aí uma empresa que representa o espírito low cost com toda a sua essência. Origem da Azul brasileira, a JetBlue oferece os excelentes sucos da Ocean Spray, refrigerantes em versão tradicional e light, bem como cafés Dunkin’ Donuts, tudo isso como cortesia. Há também uma série de destilados e vinhos, para quem quer pagar, bem como diversos snacks – confira na página da empresa.

Donkin' Donuts Coffee - Free na Jetblue - AntonioBorba.com

United Airlines
Seguindo a tendência, a United cobra pelos lanches, mas a variedade é incrível. Começa com a tradicional seleção de bebidas: sucos, refrigerantes, tônicas, água, leite, chá e café, todos como cortesia. Seguindo a lógica, o menu de lanches oferece caixas de salgados variados, chocolates, pães e outras guloseimas – estas sim, pagas. Porém, as refeições variam de saladas a cheeseburgers e wraps. Definitivamente, não parece o tipo de refeição disponível em um voo doméstico brasileiro. E sequer falamos sobre o serviço internacional.

Virgin America
Apenas para complementar o post, não custa citar o case da Virgin, uma companhia britânica mais sofisticada que também está presente nos Estados Unidos, cuja seleção inflight é absolutamente surpreendente. Confira aqui os drinks disponíveis “por conta da casa” e também a seleção de bebidas pagas. Os snacks incluem Batata Pringles, há um menu exclusivo de refeições light e, ainda por cima, a opção tradicional com ampla variedade, especialmente em voos com duração acima de duas horas. Sequer falamos da primeira classe, já que tudo isso é econômica.

Conclusão

Inevitavelmente, a minha conclusão não é outra senão de a que o Brasil é o país da cópia mal feita. O que interessava copiar das companhias internacionais foi copiado: pagar pelo lanche. Entretanto, todo o resto que deveria servir de exemplo foi ignorado. O que falta em voos brasileiros é:

  • Variedade
  • Qualidade
  • Serviços adicionais como conexão Internet (ainda engatinhando)
  • Formas de pagamento (alguns aceitam somente cartão, outros apenas dinheiro)
  • Respeito ao consumidor.

Conclusões e Conclusões - AntonioBorba.comEstes dias, paguei R$ 700,00 por um trecho único de passagem entre Curitiba e São Paulo, via TAM. Além de ter sido roubado descaradamente no preço da passagem por pura necessidade, ainda tive de aceitar (“sim ou não”) a opção única do ridículo lanche de bordo de uma companhia que impõe o rótulo de sofisticada.

Em nosso país, ainda vamos penar muito para ter serviços de qualidade, pois aceitamos quase qualquer coisa.

Dica final: o melhor mesmo, ao viajar de avião, é levar uma protein bar. A linha Age da Nutrilatina oferece uma ótima relação custo/benefício, com 18g de proteína para cerca de 5g de gordura. Travel light, my friend!

comentar/ver comentáros

Outros Posts:

30/08/2015

Bebidas Essenciais para Montar um Bar Básico

Muitos amigos me perguntam quais são as bebidas básicas para se montar um bar. Achei uma boa ideia para um post. Portanto, montei uma lista básica das principais bebidas e frutas que considero essenciais para montar um bar sem maiores investimentos e permitindo, sobretudo, preparar dezenas ou ...

Saiba Mais

21/01/2011

Redes Georreferenciáveis não Decolam

Veja vídeo com entrevista ao final da matéria. Há algum tempo se fala sobre as redes sociais georreferenciáveis,  "geotagged" ou "location based". Exemplos mais comuns: Foursquare e Google Latitude. Alguns especialistas apostam que elas estão na crista da nova onda das comunidades i ...

Saiba Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*